Que mundo é este?

Por vezes não sei lidar…

Não sei lidar com a violência, com a guerra, com a morte de inocentes em nome de um qualquer credo ou de um pedaço de território.

Não sei lidar com as exploração dos pobres e desvalidos, em que tudo lhes é retirado a começar pela sua dignidade.

Não sei lidar com o abandono a pessoas vulneráveis, com a falta de empatia e solidariedade em nome de um egoísmo feroz.

Não sei lidar com o tanto que no mundo me incomoda e o tanto que sinto que me transborda.

Mas ainda assim sou sonhadora, ancorada nos valores que vou vendo desmoronar e mantendo uma inocente esperança de que pequenos contributos poderão fazer germinar necessárias mudanças.

Vou refazendo os sonhos para que sejam tangíveis, e busco na natureza a serenidade e energia para os combates fatigantes.

Não me sinto perdida, mas desencontrada por teimar em carregar comigo objetivos exigentes, seguindo o rumo traçado pela minha consciência cívica e emocional.

E vou reinventando a vida, procurando na poesia conforto para as situações dolorosas e fazendo da saudade o trampolim que dá o impulso, rumo a um futuro esperançoso. E neste voo sem asas, mas pleno de intenção, recomeço com a força de quem nunca deixou de acreditar!!!

(Manuela Resendes)

2 Comments

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s