Um dia…

Um dia quero ser o que nunca fui, construindo o futuro sobre sonhos ainda não fantasiados e alcançar objetivos não planeados.

Quero desapegar-me de tudo o que não me acrescenta e continuar esta busca incessante e sempre inacabada da felicidade.

Quero ver a vida a ampliar-se, não em resultado da mera contemplação do arco-íris mas de olhar para além dele.

Quero procurar a espiga no meio do restolho e fazer dela semente de esperança que irá germinar para dar trigo.

Quero aproveitar a rajada de vento, para me apropriar da sua energia e contrariar a inércia que por vezes me impede de prosseguir.

Quero fazer do Amor e da Poesia a alavanca para os recomeços que permitam avistar novos céus, ultrapassando as sombras e vencendo as fragilidades.

Mas sobretudo quero saber escutar e decifrar os silêncios que habitam nas conversas da vida!

(Manuela Resendes)

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s