Um sopro de vento…

Olho o céu e fascina-me o movimento das nuvens que seguem apressadas, atravessando, indiferentes aos problemas do mundo, a luz discreta das tardes de outono.

As folhas dançam de forma elegante e harmoniosa, com coreografias feitas no ar ou no chão, num movimento interminável.

O sopro de vento vai descendo montanhas e, atravessando vales, abre brechas em algumas barreiras onde ficaram presos um punhado de sonhos, ampliando assim o meu espanto.

E porque a arte de iluminar a vida em situações de maior opacidade nos permite enxergar o futuro com tons mais coloridos, vamos retirar os automatismos do nosso quotidiano para que possamos ser todos os dias viajantes desta aventura que é a vida.

Vamos seguir como o vento, leves, livres e felizes!!!

(Manuela Resendes)

A insensatez do mundo…

Que mundo é este, em que a humanidade se alimenta de insensatez, em que predominam interesses individuais e há uma impotência da razão?

Que mundo é este, em que a bondade anda por caminhos desviados, atalhos sufocados e sem norte para repousar?

Que mundo triste é este, em que sentimos passar brisas de insensatez em cada fresta, em cada brecha e em cada sulco?

Que mundo é este, onde a bruma onde me movo está prenhe de cansaços, enganos e caminhos com pedras fora do chão?

Que mundo é este, onde tantos mastigam o silêncio na mais profunda solidão, sem que ninguém lhe dê a mão?

Que mundo é este, onde todos os dias acontecem derrocadas, onde me apresso a juntar os pedaços, para não assistir ao desmoronar?

Mas para aliviar toda a escuridão do meu coração, uma estrela brilhará para me mostrar que em todos os desertos existe um oásis…

(Manuela Resendes)

Lançamento do “Anatomia do Quotidiano” em Ponta Delgada

Na última sexta-feira, dia 14 de outubro, o meu livro “Anatomia do Quotidiano” foi lançado em Ponta Delgada, numa sessão que decorreu na Biblioteca Pública e Arquivo de Ponta Delgada. Na sessão intervieram a Prof.ª Ana Teresa Alves, que apresentou o livro, e a diretora da Biblioteca, Dr.ª Iva Matos.

Agradeço a todos aqueles que comigo quiseram partilhar um momento que recordarei para sempre.

Bem hajam!

(Manuela Resendes)

(fotografias de Luís Ferreira)

Convite – Lançamento do meu livro “Anatomia do Quotidiano” em Ponta Delgada

No próximo dia 14 de outubro, pelas 18h00, será lançado o meu livro “Anatomia do Quotidiano”, num evento que terá lugar na Biblioteca Pública e Arquivo Regional de Ponta Delgada.

O livro será apresentado pela Professora Ana Teresa Alves, da Universidade dos Açores.

Teria um grande gosto se puder contar com a vossa presença.

(Manuela Resendes)

Vamos para a escola…

Hoje foi o dia de regressar às aulas para muitas crianças, numa rotina que apesar da mudança dos tempos tem sempre o perfume do Outono.

Recordo que na minha infância sonhava com este dia, com alegria e expetativa. As semanas que antecediam o regresso às aulas eram de preparação de todo o material para o novo ano letivo. Os cadernos eram forrados, os lápis bem afiados e tudo o que pudesse ser reciclado era, não sem emprestar o brilho do novo. Até a roupa era preparada com todo o cuidado, e estabelecida uma fronteira com a que se usava em casa…

Era o fim das “férias grandes”, que como o próprio nome indica de tão extensas se tornavam aborrecidas e pareciam simplesmente não terem fim. Instalava-se um certo tédio nos dias que corriam sempre iguais, e a aventura de novas aprendizagens era muito apetecível.

Atualmente tudo é diferente: as férias já não são “grandes” porque nunca se chega ao tédio, na medida que o tempo está sempre preenchido com múltiplas atividades e experiências, numa fuga à rotina, que parece revelar medo do ócio e do pensamento criativo que só o espaço livre proporciona.

Mas esse espaço em branco é o que permite criar, inventar, sonhar e sentir a alegria da descoberta de novos mundos.

Votos de um excelente ano letivo para todos!

(Manuela Resendes)

Acolher a novidade

E chegou ao fim agosto, mês por excelência do sol tatuado na pele, das emoções fortes, dos encontros e reencontros.

Agora é tempo de beber o orvalho de pétalas a desabrochar, com a luz límpida das manhãs em fundo.

É o momento de dar liberdade às “borboletas “que nos habitam, para que possam desafiar os horizontes, e desapegarmo-nos de tudo o que nos impede de dar o salto para o síitio onde habitam os recomeços.

Vamos transformar cada falso fim, cada momento áspero ou as rotas incertas em noites que embalam a lua para novos anseios.

Os dias sombrios serão iluminados pelas estrelas que irão desvendar caminhos desconhecidos para onde se verá a tocha da liberdade.

Deixar que o sol irradie pedaços de vida e deles faça nascer poesia em que as perspetivas se refaçam.

E lentamente a alma vai despertando e caminhando para um destino de Paz!

(Manuela Resendes)

Entrevista na Rádio Atlântida sobre o meu livro “Anatomia do Quotidiano”

Um grande gosto ter sido entrevistada na Rádio Atlântida sobre o lançamento do meu livro “Anatomia do Quotidiano”.

Agradeço à jornalista Margarida Portela a e a toda a equipa pela receção calorosa.

Aqui fica o ficheiro áudio da entrevista..

O livro pode ser adquirido na ilha de Santa Maria na tabacaria do aeroporto. Em São Miguel pode encontrar-se na Livraria Letras Lavadas (Largo da Matriz, 69 R/C – Ponta Delgada) ou online (https://www.letraslavadas.pt/)

(Manuela Resendes)

Aniversário “saudeacores”

E seis anos depois da primeira publicação :

  • 888 textos publicados;
  • 47 000 visitantes;
  • 115 000 visualizações;
  • 3 000 seguidores;
  • Um livro a ser lançado no dia 14 de agosto.

Um percurso prazeroso, e do qual me orgulho, mas sem o vosso contributo tal não teria sido possível.

Se segue o blogue faça gosto, para chegar aos 5000 seguidores e poder abraçar novos projetos, porque “juntos somos mais fortes”.

Obrigada!!!

(Manuela Resendes)