Santa Maria…

Foste o berço da minha infância

E de entre todas foste a primeira

O oceano marca a tua fronteira

Sonhos brotam desta circunstância

No esteio dos campos verdejantes

Na vastidão deste mar de intenso azul

Sem destino vou de norte para sul

Faço o caminho, com o olhar dos viajantes

Encontro gente que sabe ler a lua e o céu

Recantos que contam histórias fascinantes

Bebo a água das nascentes revigorantes

E aprendo a decifrar a ladainha do tedeu

No deserto argiloso de terra vermelha

Senti o apelo para gritar ao mundo

Que sempre foste a minha centelha

(Manuela Resendes)

1 Comment

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s