Que tempo é este!!!

Tempo que transcende qualquer medida

Feito das cores da minha janela

Paisagem que se parece a aguarela

Onde germinam novidades na despedida

De céus estrelados, preencho o vazio

Olhos que se enchem de poesia

Resgato assim a minha alegria

De um lugar estéril e sombrio

Procuro luz que rasgue a escuridão

Em labirintos inconstantes

Eternidade feita de instantes

Esperança que nasce da solidão

Transporto comigo a rosa dos ventos

Para me conduzir a novos alentos

(Manuela Resendes)

2 Comments

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s