Espírito Natalício

Todos nós queremos sentirmo-nos imbuídos do espírito natalício…

Procuramos essas sensações no vento e na chuva, no céu e no mar, na música alusiva ao tema que toca sem parar.

Apesar dos silêncios infinitos com sabor a nostalgia, somos levados pela agitação da cidade, pelo reboliço em espaços comerciais e o ruído das crianças com os bolsos carregados de sonhos.

Queremos acreditar que seres alados nos vão trazer a paz que o mundo não carrega, a justiça que tarda em chegar e o antídoto para o sofrimento de tantos inocentes.

Damos agora mais atenção aos pobres e indigentes, como quem quer limpar a consciência, para melhor saborear os belos repastos e consumismos exagerados.

Decoramos a casa a preceito, com luzes coloridas e céus estrelados, para esquecer as trevas de outros dias.

Acendemos a lareira que nos aquece até o coração, e o crepitar da lenha transporta-nos para as emoções da nossa antiga idade, que agora só encontramos nos rostos das crianças.

Fico a pensar em que estrada, em que cidade, em que país, perdi a magia de que se fazia o Natal da minha infância.

Talvez o tempo me venha a saber responder…

(Manuela Resendes)

1 Comment

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s