Dia dos Açores

Ser dos Açores é ter sempre na linha do horizonte o mar, que nos faz sonhar com o que está para além da Ilha, num misto de curiosidade e desafio.

Ser dos Açores é viver de forma serena e com sabedoria no meio de tempestades, sismos e vulcões.

Ser dos Açores é saber que Verão não é sinónimo de sol radioso e que se podem fazer piqueniques no Inverno.

Ser dos Açores é sentir a mística das ilhas, admirar a beleza dos verdes a perder de vista e todos os tons de azul que nos rodeiam, mas também sentir o ambiente misterioso quando as ilhas se cobrem de bruma.

Ser dos Açores é ser alegre e melancólico, enigmático e raro, grande e mesquinho, numa flutuação que acompanha a metereologia.

Ser dos Açores é viver na ânsia de sair, para logo sentir saudades de voltar.

Ser dos Açores é ver na ilha o nosso porto seguro, admirar a beleza da exuberância de caldeiras e fumarolas, usufruir das águas quentes que brotam da terra, mesmo sabendo que tudo isso resulta de perigosos movimentos geodinâmicos.

Ser dos Açores é ter uma fé inabalável no Espírito Santo, que se expressa de forma transversal a todas as ilhas nos Impérios onde a solidariedade está muito patente.

Ser dos Açores é ter o espírito moldado pelo isolamento, mas fazer desta circunstância força e inspiração sem esquecer aqueles que por necessidade emigraram para os quatro cantos do mundo, sempre com a Ilha no horizonte e no coração.

Ser dos Açores é ser da ilha e ser do mundo!

(Manuela Resendes)

1 Comment

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s